I. CARACTERÍSTICAS GERAIS – HINDUÍSMO
INICIALMENTE, Seria possível tentar Uma definição geográfica do hinduísmo, reconhecendo nele a totalidade de formas religiosas originadas e desenvolvidas no solo indiano. Seria preciso então excluir o budismo, que em tempos antigos se espalhou por grande parte do Hindustão e continua ainda hoje bem vivo em certas regiões fronteiriças do continente. Seria preciso excluir também o jainismo, com cerca de um milhão de seguidores hoje, embora no passado, pelo menos relativamente, se mostrasse mais disseminado. Outros grupos religiosos teriam igualmente de ser excluídos, tais como seis milhões de cristãos, judeus e zoroastrianos ou masdeístas, e cerca de vinte e cinco milhões de fetichistas e animistas, que participam em certas formas elementares do hinduísmo, em diversos graus.
Com relação à massa da população indiana, atualmente com mais ou menos quatrocentos milhões em número, tais grupos são praticamente negligíveis, tanto do ponto de vista estatístico quanto do cultural. Já não sucede o mesmo com o islamismo, entretanto, pois a partir do século XI o mesmo retirou milhões de pessoas da comunidade hindu e ainda hoje, a despeito da criação do Paquistão como Estado muçulmano dentro do subcontinente, ele apresenta cerca de 35 milhões de seguidores na União Indiana. Quanto ao siquismo, ou religião dos siques, pode ser considerado um movimento religioso nos limites extremos do hinduísmo, não sendo tomado como heresia. Confinar o hinduísmo ao perímetro da Índia, entretanto, seria omitir o caráter missionário dessa religião no passado. Na chamada “hinduização” do sudeste da Ásia, as influências religiosas indianas se combinaram a elementos indígenas e, com o correr do tempo, foram assimiladas pelo budismo, islamismo ou alguma outra forma de religião nacional. Assim, o hinduísmo apresentou influência profunda, principalmente no Camboja, Champa e Bali antigas. Devemos lembrar também que existem hindus no Ceilão (entre a população drávida), no Nepal, no Paquistão (em número inestimável) e em centros de população indiana espalhados por todo o mundo.